Táxis elétricos: Evento em posto da Petrobras Distribuidora no Rio de Janeiro marca entrega de mais 13 carros pela Nissan à Prefeitura

Parceria, que também envolve o projeto Rio Capital da Energia, promove mobilidade com emissão zero utilizando primeiro veículo 100% elétrico comercializado em larga escala no mundo. BR planeja expandir rede de recarga rápida (quick charger)

A frota de táxis circulando no Rio de Janeiro acaba de ganhar mais 13 veículos 100% elétricos, numa parceria que promove a mobilidade com emissão zero de poluentes na cidade e envolve a montadora Nissan, a Petrobras Distribuidora – responsável pela infraestrutura de recarga para os veículos em postos com sua bandeira –, a Prefeitura e o projeto Rio Capital da Energia. 

A entrega dos carros, do modelo Nissan LEAF, aconteceu na manhã desta quarta-feira (11), no Posto Escola Lagoa, da Petrobras Distribuidora, onde funciona um equipamento de carga rápida veicular (quick charger). Desde março deste ano, dois táxis do tipo, que não emitem poluentes ou ruídos, já circulam na capital fluminense, a partir do Aeroporto Santos Dumont.

Participaram do evento os presidentes da BR, José Lima de Andrade Neto, e da Nissan, François Dossa, o secretário municipal de Transportes do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osório, e o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno, entre outros convidados.

MOBILIDADE

O presidente da Nissan destacou o objetivo de promover a mobilidade sustentável. "Nossa convicção é de que o carro elétrico é parte do futuro do planeta que queremos deixar para os jovens. Emissão zero é, sim, possível", afirmou, lembrando ainda que a Nissan também entregou dois carros do mesmo modelo à Polícia Militar do Rio de Janeiro, utilizados atualmente no patrulhamento de pontos turísticos da capital.

Para Lima, a BR estará cada vez mais próxima dos parceiros no projeto: "É uma satisfação apoiar essa iniciativa. Queremos estar juntos, dando os passos para ampliar a estrutura de abastecimento para os novos carros, e suprindo essa energia renovável também para nossos consumidores, clientes e para a sociedade em geral".

O secretário municipal de Transportes, Carlos Osório, afirmou que o município tem a ambição de se tornar uma referência em sustentabilidade. "De todas as grandes cidades do mundo, nenhuma tem o patrimônio ambiental e natural do Rio de Janeiro. Por isso temos uma responsabilidade maior. Iniciativas como essa mostram que existe um caminho, principalmente na área que hoje mais gera emissões de gases do efeito estufa e CO2. Podemos sonhar com o crescimento desse projeto, os táxis são um grande cartão de visitas dessa ideia", explicou.

Júlio Bueno, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, definiu o projeto dos táxis elétricos como emblemático: "O governo estadual tem várias iniciativas na promoção de tecnologias alternativas na área de energia. Na verdade, estamos discutindo com os parceiros a criação de uma fábrica de carros elétricos. Isso é absolutamente necessário e saudável", disse.

AUTONOMIA

O Nissan LEAF utilizado como táxi elétrico foi projetado para atender às necessidades da mobilidade urbana moderna, oferecendo espaço, conforto e potência como os veículos a combustão. Lançado comercialmente nos Estados Unidos e no Japão em dezembro de 2010, e na Europa no ano seguinte, o modelo já tem mais de 75 mil unidades vendidas em todo o mundo e autonomia de 160 km.

Além do carregador rápido que funciona no Posto Escola Lagoa, a Petrobras Distribuidora deve inaugurar equipamento idêntico no Posto do Futuro, na Barra da Tijuca, em outubro. E estão em estudos pela BR mais dois pontos para carga de veículos elétricos na cidade do Rio de Janeiro.

 

# # #

Voltar ao Topo

Issued by Nissan