Comunicados de imprensa

 Allan de Kard conduz a Tocha em Vitória da Conquista
May. 21, 2016

Muita arte no Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 em Vitória da Conquista

As artes plásticas foram representadas no Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 na noite de sexta-feira pelo escultor e pintor Allan de Kard, em Vitória da Conquista. Nascido em Itapetinga, mas cidadão conquistense, Allan Kardec Cardoso Lessa acendeu a pira olímpica na cidade que o acolheu. Basta andar pelas ruas da cidade para se deparar com uma de suas 17 grandes esculturas, fato que lhe rendeu a medalha de Mérito Cultural Glauber Rocha em 2015.
Luena Maria conduz a Tocha em Santa Cruz Cabrália
May. 20, 2016

Índia da tribo Pataxó presta homenagem a todos os povos indígenas ao conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016 em Santa Cruz Cabrália

O brilho no olhar de Luena Maria era o mesmo da tinta que ainda estava fresca em seu rosto, e que junto ao seu imenso cocar Pataxó chamava a atenção de todos que passavam pelas ruas de Santa Cruz Cabrália. Pescadora e índia, foi ela quem conduziu a convite da Nissan a Tocha Olímpica Rio 2016 pela cidade que foi cenário do desembarque da expedição de Pedro Álvares Cabral no descobrimento do Brasil e é terra de uma das tribos indígenas mais reconhecidas do país: os Pataxós.
Mariana e Douglas acendem a tocha em Vitória (ES) / Crédito: Divulgação/Nissan
May. 17, 2016

Guerreira na luta contra o autismo se emociona ao conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016 ao lado do filho, em Vitória

Foi com lágrimas nos olhos que Mariana Magalhães Klein conduziu a Tocha Olímpica Rio 2016 em Vitória, na tarde de terça-feira. Mãe do pequeno Douglas, hoje com 6 anos, que aos 3 anos foi diagnosticado com autismo e há um ano está fora do espectro da doença, a funcionária pública conseguiu que seu filho segurasse a Tocha com a Chama Olímpica, antes de começar os 200 metros. Muito emocionada Mariana agradeceu a surpresa da Nissan.
Maria Laurinda conduz a tocha pelas ruas de Cachoeiro de Itapemirim (ES)/ Crédito: Divulgação/Nissan
May. 17, 2016

Bisneta de escravos e líder comunitária, Maria Laurinda leva seu atrevimento para o comboio da Tocha Olímpica, em Cachoeiro de Itapemirim

Uma mulher guerreira e atrevida, que simboliza a força do povo e da cultura negra: essa é a Mestra de Caxambu, parteira, coveira, mãe de santo, líder comunitária e missionária Maria Laurinda Adão, 73 anos. Quilombola, ela luta para que as raízes e tradições do povo afro-brasileiro permaneçam sempre vivas e que a memória de seu bisavô, Escravo Adão, fundador da comunidade Monte Alegre, em Cachoeiro de Itapemirim, seja preservado.
Marcelo Barreto conduz a tocha pelas ruas de Bicas (MG) / Crédito: Divulgação/Nissan
May. 16, 2016

Jornalista esportivo Marcelo Barreto se emociona ao conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016 pelas ruas de Bicas, sua cidade natal

Foram muitos abraços, pedidos de foto e coros pelo nome de Marcelo Barreto em Bicas, nesta segunda-feira. Ao lado de toda a família e visivelmente emocionado, o apresentador do canal esportivo Sportv conduziu a Tocha Olímpica Rio 2016 na cidade onde nasceu a convite da Nissan. "Eu preciso respirar bastante para explicar essa emoção. A minha família veio, passei por escolas onde estudei, a casa onde morei. É minha cidade. Tudo é muito marcante. Não tenho nem como agradecer. Poder juntar a minha paixão ­- o esporte é o que eu amo, do que eu vivo - e essa oportunidade de trazer a chama olímpica para o meu lugar, onde tudo começou, não tem explicação. É demais!".